Ações da Patrulha Escolar já beneficiaram 1,6 milhão de estudantes

Compartilhe
Tags

O Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC) alcançou em 11 anos de atividades 1,6 milhão de estudantes com o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A marca foi comemorada nesta terça-feira (19), em Curitiba, durante a solenidade de aniversário desta unidade da Polícia Militar do Paraná.  As ações do Batalhão alcançam 72% da comunidade de escolas da rede estadual, com 105 municípios atendidos pelo programa.

Policiais militares e profissionais da comunidade que fazem parte da história do BPEC foram condecorados na cerimônia. O comandante da unidade, tenente-coronel Mario Jorge Alves Lopes, explicou que a presença de policiais militares no ambiente escolar faz a diferença no trabalho preventivo e educacional com os alunos.

“Os serviços prestados são relevantes, com uma atuação direta através de palestras educativas, operações da Vizinhança Segura, buscando reforçar a interação e a prevenção a crimes, principalmente ao tráfico de drogas”, disse. Ele ressaltou que a atuação do BPEC, diferente das outras unidades operacionais da PM, tem um público-alvo específico e um trabalho preventivo que supera o número de apreensões e prisões.

“Cerca de 97% de nossas ações têm caráter educativo e somente 3% referem-se a ações ostensivas e de cunho repressivo, ou seja, agimos na antecipação de crimes, conscientizando aos alunos sobre as consequências da prática da violência”, explicou.

HOMENAGENS – Na solenidade também foram reconhecidos os policiais, oficiais e praças que fazem parte da história do BPEC. Um dos que acompanharam essa trajetória foi o sargento Maurício Lopatiuk, que fez parte da primeira turma de instrutores do Proerd em 2000.

Ele foi um dos agraciados da medalha BPEC, destinada aos que fizeram a diferença em suas funções e alcançaram a excelência. “Hoje policiais são homenageados e reconhecidos nesses 11 anos. E mais importante que isso é a presença da comunidade nesse evento especial”, disse aos alunos do Colégio Adventista e de unidades da Região Metropolitana de Curitiba que vieram ao evento.

O BPEC recebeu o nome do Comandante-Geral da PM na época, coronel Anselmo de Oliveira, o qual foi lembrado pela persistência e dedicação pela causa. O pai dele, José Marques de Oliveira, recebeu uma homenagem pelo exemplo do filho.

Também foram homenageados oficiais e praças, da ativa e da reserva remunerada. “É uma emoção ter esse retorno do BPEC, onde trabalhei por nove anos”, disse Denise Marília Silva, capitão da PM. Ela foi condecorada junto com o subcomandante da unidade, major Dalton Gean Perovano.

Também foram entregues medalhas comemorativas ao aniversário do batalhão, medalha Mérito Escolar e da Menção Honrosa. “É uma honra para mim estar no Batalhão. Em breve farei cinco anos de instrutor do Proerd”, disse o soldado Alexsandro Almeida Custódio, que pertence a 5ª Companhia do BPEC em Ponta Grossa.

Participaram do o chefe da Diretoria de Finanças da Polícia Militar, coronel Maurício Cesar Moraes, que representou o comandante-geral da PM; o comandante da Academia Policial Militar do Guatupê, coronel Ronaldo de Abreu; o ex-comandante-geral da PM, coronel Itamar dos Santos; o presidente da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros do Estado do Parana (Assofepar), coronel Izaias de Farias; os coronéis da reserva remunerada que foram comandantes do BPEC Antônio do Carmo; Rita Aparecida de Oliveira, Douglas Sabatini Dabul e Valdir Carvalho. Também estiveram no evento os representantes da Secretaria de Educação do Paraná.