Governo destina R$ 14 milhões para assistência a imigrantes venezuelanos

Compartilhe
Tags

O governo federal repassou R$ 14 milhões ao Ministério da Defesa para apoiar e dar continuidade às ações de assistência emergencial e de acolhimento a imigrantes vindos da Venezuela. A medida que autorizou o crédito extraordinário foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) dessa quinta-feira (14).

Em Roraima, 13 abrigos alojam atualmente mais de 5,7 mil venezuelanos. Nos últimos meses, outros 4.564 mil imigrantes já foram encaminhados, pelo processo de interiorização, para outros 17 estados do País. Nesta sexta-feira (15) e sábado (16), mais 226 abrigados em Boa Vista (RR) serão interiorizados para oito cidades brasileiras.

Operação Acolhida

A interiorização é um dos pilares da Operação Acolhida. Imigrantes que aderem voluntariamente à estratégia são registrados, documentados e imunizados. Depois, são transportados às cidades participantes da ação. Já na região escolhida, eles são abrigados em centros com moradia e informados sobre locais de assistência à saúde e demais serviços públicos regionais. Os venezuelanos recebem ainda oportunidades de ingresso no mercado de trabalho.

Os estados do Rio Grande do Sul, São Paulo e Pará são os que mais receberam imigrantes pelo programa – com 850, 768 e 524, respectivamente.

Despesas imprevisíveis

Adicional destinado ao atendimento de despesas urgentes e imprevisíveis, o crédito extraordinário é um recurso autorizado por medida provisória. Roraima vem enfrentando sérios problemas em decorrência do grande número de venezuelanos que entram no território brasileiro pelo estado em busca de apoio social, econômico e humanitário.

Fonte: Governo do Brasil

Foto: Reprodução/Agência Brasil