Medida permite que turistas italianos dirijam no Brasil

Compartilhe
Tags

Boa notícia para turistas italianos que desejam conhecer o Brasil. Um despacho presidencial encaminhado pelo presidente da República Michel Temer ao Congresso Nacional torna válida a carteira de habilitação para turistas italianos dirigirem no Brasil e vice-versa. A autorização será válida por 180 dias.

A iniciativa tem como objetivo facilitar o deslocamento dos turistas no País, bem como ampliar o número de visitantes italianos no Brasil. Segundo a Demanda Internacional, do Ministério do Turismo, 181.493 italianos visitaram o País em 2016. Já o tempo médio histórico de estadia foi 30 dias.

“Essa é mais uma iniciativa para incentivar a vinda do turista estrangeiro ao Brasil e que comprova a importância que o governo federal tem dado ao Turismo, um setor importante na economia responsável pela criação de empregos e geração de renda”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Critérios

Para ter direito à medida, é preciso atender aos critérios definidos pela lei. Os motoristas italianos precisam ter mais de 18 anos e portarem carteira de habilitação estrangeira dentro do prazo de validade, juntamente a documentos de identificação. Caso o turista opte por continuar dirigindo em território nacional após os 180 dias, será necessário a realização de exames de aptidão física, mental e avaliação psicológica.

Já os condutores brasileiros na Itália terão duas opções legais: solicitar, no Brasil, a Permissão Internacional para Dirigir (PID); ou efetuar uma tradução juramentada da Carteira Nacional de Habilitação Brasileira, que deverá ser validada e acompanhada de tradução oficial.

Mais visitas 

Dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) e do Ministério do Turismo (MTur) mostram que, dos 1,2 bilhão de turistas internacionais, apenas 6,5 milhões procuram o Brasil como destino.

A ideia é chegar a marca de 12 milhões de turistas estrangeiros até 2022. Para isso, o Ministério do Turismo criou o Brasil + Turismo, um pacote de medidas que busca implantar visto eletrônico para países estratégicos e realizar outras iniciativas no setor.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MTur

Gustavo Messina/MTur