Polestar revela o primeiro carro da marca elétrico de performance

Compartilhe
Tags

A Polestar, marca de veículos esportivos da Volvo Cars, revela seu futuro ao confirmar os planos de lançar seus três primeiros veículos, uma nova unidade industrial na China e um trabalho focado no cliente para o mercado de carros de performance.

A empresa também revelou o Polestar 1, seu primeiro modelo, com 600 hp de potência, que deverá ser lançado em meados de 2019. A tecnologia e a oferta de produtos da Polestar serão beneficiadas pela sinergia e economia de escala proporcionadas pela Volvo, ajudando a companhia a acelerar o desenvolvimento de projetos.

Thomas Ingenlath, CEO da Polestar, afirma que “o Polestar 1 é um belo GT carregado de tecnologia – um grande começo para a nova marca. Todos os futuros modelos serão totalmente elétricos, reforçando nossa visão de uma companhia de esportivos elétricos autônomos”.

O Polestar 1 será a aura da futura marca, um cupê Gran Turismo de duas portas (2+2) com um powertrain “Híbrido de Performance Elétrica”. Um carro elétrico auxiliado por um motor a combustão com autonomia de 150 kms no modo 100% elétrico – a maior entre veículos híbridos no mercado. Seus 600 hp de potência e 1.000 Nm de torque colocam o modelo no segmento de carros esportivos. O novo veículo da Polestar será fabricado sobre a plataforma modular da Volvo (SPA), a mesma do XC90 e do Novo XC60, mas aproximadamente 50% do projeto é novo e feito sob medida pelos engenheiros da marca.

Para reforçar suas características dinâmicas, o Polestar 1 se beneficia de uma série de inovações. Ele será o primeiro carro do mundo equipado com a mais avançada tecnologia de Suspensão Eletrônica Continuamente Controlada de Chassi (CESi), da Öhlins. A carroceria de fibra de carbono reduz o peso e melhora a rigidez torsional em 45%, além de baixar o centro de gravidade do carro. O Polestar 1 usa ainda um duplo eixo traseiro elétrico com torque vetorizado. Isso garante ao motorista aceleração precisa em cada roda para manter o máximo de aderência na estrada e velocidade em curva.

O Polestar 1 será fabricado no Centro de Produção da Polestar em Chengdu, China, que está ainda em construção, mas com suas obras previstas para serem concluídas em meados de 2018. A Polestar também se afastará do modelo de negócio tradicional. Os carros serão pedidos 100% online e oferecidos em uma base de assinatura de dois ou três anos. A assinatura também adiciona recursos como serviço de entrega e retirada e a possibilidade de alugar veículos alternativos dentro da gama Volvo e Polestar, todos incorporados em um único pagamento mensal.

A assinatura significa ter uma experiência com um veículo da Polestar sem complicações para o cliente. Isso é facilitado pela tecnologia Phone-As-Key, que permite ao proprietário compartilhar uma chave virtual com um terceiro e também acessar uma série de outros recursos sob demanda. Este serviço de concierge garante ao cliente se concentrar apenas no prazer da condução.

Todos os futuros carros da Polestar terão powertrain totalmente elétrico. O Polestar 2 iniciará a produção em 2019 e será o primeiro veículo a bateria elétrico (BEV) do Grupo Volvo Car. Ele terá tamanho médio e será concorrente do Tesla 3. A fase inicial do lançamento dos veículos da Polestar será completada com a chegada posterior do utilitário esportivo Polestar 3.

A configuração e o pedido dos modelos serão feitos por meio de um aplicativo ou portal online. A Polestar, no entanto, reconhece que uma parcela dos clientes buscarão interagir da forma tradicional, por isso haverá uma rede de Espaços Polestar em todo o mundo. Esses locais serão autônomos e independentes dos concessionários Volvo. As encomendas para o novo Polestar 1 poderão ser feitas a partir de 17 de outubro.

Volvo Cars e Geely Holdings investem 640 milhões de euros

Essa iniciativa vai reduzir radicalmente o tempo que a Polestar necessita para comercializar seus carros, dando-lhe uma vantagem estratégica em relação aos concorrentes. A Volvo Cars e a Polestar também se beneficiarão de sinergias no desenvolvimento de tecnologias de próxima geração, como custos de compras compartilhados, desenvolvimento conjunto e economia de escala.O aporte será utilizado na unidade industrial de Chengdu, na China, que vai produzir os novos modelos de última geração da Polestar, marcando um novo capítulo no desenvolvimento desse país como centro de fabricação da Volvo Cars.

Com a China como protagonista na eletrificação da indústria automobilística global, a Polestar liderará o desenvolvimento de novas tecnologias e aumentará a liderança da Volvo Cars nos veículos eletreficados e na conectividade. A Volvo Cars anunciou recentemente que, a partir de 2019, cada novo modelo da marca Volvo lançado terá um motor elétrico, tornando-se a primeira empresa de automóveis estabelecida a colocar a eletrificação no centro de seus negócios futuros.