Último Paiol Digital de 2018 destaca a inovação feita por pessoas

Compartilhe
Tags

Quando se fala em inovação, é senso comum associá-la ao uso de tecnologia e técnicas superavançadas. Mas ideias diferentes não são nada sem um time de profissionais comprometidos, com a mentalidade certa e, principalmente, felizes. O recado foi dado, na terça-feira (11/12), pelo palestrante e consultor Allan Costa, na última edição do ano do Paiol Digital, que reuniu especialistas em inovação no Teatro do Paiol. “Inovação é feita por pessoas e não por tecnologia”, reforçou ele.

Costa afirmou que quando se olha para empresas de extremo sucesso e que usam tecnologia intensamente, percebe-se que a tecnologia não tem nada, na sua essência, de inovadora. Inovador, segundo ele, seria o uso que se faz dessa tecnologia.

“Hoje, a única fonte de vantagem competitiva verdadeiramente sustentável no longo prazo é a cultura organizacional, porque é a única coisa que não pode ser copiada“, justificou o especialista, que a partir de janeiro assume a presidência da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

SmartMetropolis

Promovido pelo Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema para incentivar ainda mais o ambiente da inovação da cidade, a sétima edição do Paiol Digital recebeu também o professor português Álvaro de Oliveira, da Universidade de Helsinki (Finlândia), considerado uma das maiores autoridades europeias em inovação.

Ele detalhou em sua palestra o projeto InovaCity – Metodologia de Gestão de Inovação Governamental para o desenvolvimento de Cidades Inteligentes e Humanas, que no Brasil é desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Oliveira contou que, graças ao projeto InovaCity, foi criado a plataforma SmartMetropolis, que reúne vários serviços da Prefeitura de Natal (RN). No portal, totalmente aberto, a população da capital do Rio Grande do Norte pode consultar informações sobre velocidade média das vias, grau de poluição e ter acesso a vários serviços do município.

“Essa parceria tornou Natal a única representante brasileira no IEEE Smart Cities, uma comunidade internacional que está buscando encontrar soluções para cidades inteligentes”, contou.

A edição de dezembro do Paiol Digital teve ainda a participação do empresário Guido Petinelli, CEO da consultoria Petinelli, empresa referência nacional em programas de certificação sustentável para o setor da construção civil. Membro fundador do Green Building Council Brasil, ele explicou que Curitiba é referência nacional em prédios inteligentes e sustentáveis, que adotam tecnologias que permitem reduzir o consumo de energia e água, sem comprometer o conforto dos usuários.

De acordo com ele, a responsabilidade dos profissionais da construção civil é escolher melhor os produtos utilizados, reduzindo o consumo de energia e os gastos. “Moramos no mesmo planeta e temos que aprender a evoluir, trocando experiências e adotando novas tecnologias”, enfatizou.

Cidades inteligentes 

Antes das palestras, Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, agradeceu a presença do público e destacou que o Paiol Digital vem cumprindo sua missão de ser a vitrine de projetos inovadores que estão sendo desenvolvidos em Curitiba, bem como um fórum de debate de soluções para cidades inteligentes.

Ela lembrou ainda que uma ideia, um produto e uma solução só se transformam em inovação quando beneficiam toda uma sociedade. “A inovação, como sempre destaca o prefeito Rafael Greca, só vale quando vem acompanhada de processo social, garantindo à população maior acesso à educação, à saúde, ao emprego e à dignidade”, justificou Cris, que comanda o órgão ligado à Prefeitura e responsável pela organização do evento no Teatro do Paiol.

O primeiro Paiol Digital de 2019 está programado para o dia 29 de janeiro.  As palestras são gratuitas, mas as vagas são limitadas. As inscrições são feitas pelo site www.agencia.curitiba.pr.gov.br/paiol-digital.

 

Foto: Lucilia Guimarães/SMCS